Formato em delta: aerodinâmica inovadora

O voo livre pode ser feito usando uma asa pĺanadora, em formato de triângulo (similar à letra grega delta), composta por tubos de alumínio em uma estrutura rígida somada à uma vela (tecido) que faz a sustentação no ar. A primeira vista pode parecer uma estrutura frágil, no entanto, esta “aeronave” é extremamente forte e segura, capaz de suportar horas e horas de voo. Em geral, os campeonatos são realizados medindo-se a distância máxima percorrida pelo atleta, sendo o recorde mundial de 768 km em um único voo.

Tal estrutura teve seu início no século 19, quando o alemão Otto Lilienthal se dedicava a construção de planadores, mas foi na decáda de 50 que os fabricantes norte-americanos de aeronaves retomaram as pesquisas, de asas em formato em delta, em busca de alternativas para o paraquedas. Na época, a NASA testava a “Rogallo wing” para retorno a Terra de suas cápsulas espaciais. Posteriormente, John W. Dickenson projetou o que se assemelha ao que temos hoje como asa-delta, no entanto, a estrutura feita por ele (imagem abaixo) foi modificada por diversos inventores ao longos das décadas subsequentes.

Imagem de 1975.

Para manter-se no ar, há uma relação de troca entre velocidade e altitude. A expressão é conhecida como “arrasto”, sendo este proporcional à velocidade da asa-delta, ou seja, quanto maior a velocidade, maior será o arrasto, e assim, menor será a altitude. Portanto, manobras rápidas fazem o voo durar menos (por perder altitude), sendo esta uma característica aplicável a outras modalidades de voo livre.

Portanto, o atleta depende de condições metereológicas para subir. As correntes de ar (subida termal-quente) ou com o ar desviado para cima por topografia montanhosa podem ajudar o atleta a subir e, posteriormente, usar essa altitude para ganhar distância e velocidade.

Na região da nossa rampa de voo livre a topografia montanhosa é privilegiada. Temos o topografia a favor para voarmos quase todos os dias, além de inciarmos o voo de uma altitude considerável. Importante é manter-se informado(a), para isso nós contamos com um atendimento exclusivo para as pessoas que fazem o agendamento prévio em nosso site. Tal agendamento não é obrigatório, mas garante uma qualidade adicional ao atendimento, pois será possível mantê-lo(a) informado(a) sobre as condições climáticas no dia do voo.

Por fim, nos acompanhe também no Instagram: @centrodevoolivre, lá você poderá ficar por dentro de promoções e sorteios de voos. Além de poder conferir informações, em tempo real, através dos nosso “stories“. Não esqueça de usar em suas fotos a hashtag #CentroDeVooLivre .

Deixe um comentário